Pensando fora do círculo – parte IV (FINAL)

Poster do filme "À Procura da Felicidade"

Somos educados a pensar dentro de limites. Às vezes vivendo com amarras que nos levam ao consumo de drogas pela satisfação ilusória de quebrar essas correntes, ainda que momentaneamente. Mas a verdadeira mudança, a liberdade, a quebra de cadeias somente pelo Poder que há na Palavra de Deus, pelo Nome de Jesus.

Leia antes a Parte I, Parte II, Parte III desta série.

Há um filme (“Em busca da felicidade”), baseado em fatos reais da vida de Chris Gardner (interpretado por Will Smith), cujo enredo narra sua trajetória de vida sofrida até alcançar sucesso profissional.

O filme é bastante interessante por mostrar uma sucessão de adversidades na vida do personagem principal e ao mesmo tempo sua determinação e persistência em superá-las. Em uma das cenas pode-se ouvir frases do tipo “a dor ensina” dentre outras que mostram que a esperança permaneceu viva em sua vida, ainda que cercado por perspectivas negativas.

Mas mesmo com tantas cenas com ricos e profundos ensinamentos, com duração total de quase duas horas (117 minutos), uma se sobressai como se fosse o momento em que o roteirista do filme e seus produtores quisessem mostrar em que estava a esperança de Chris Gardner.

A cena se desenvolve no momento em que Gardner se vê obrigado a procurar algum centro comunitário, na cidade de São Francisco, Califórnia, EUA (local onde se passa a história), para que ele e o filho possam passar a noite. 

Cena do filme À Procura de Felicidade.

O lugar que encontram é mantido por uma igreja, a Glider Memorial, que existe de verdade, você pode conferir no endereço www.glide.org. Além de dormitórios, a Glide oferece refeições gratuitas aos que conseguem vaga no dia.

Além da ação social significativa, ressaltada pelo próprio Chris Gardner (a pessoa de fato) nos extras do DVD, há cultos de adoração. E é em um desses cultos que, esta cena, pequena infelizmente, acontece. Ela começa com o Rev. Cecil Williams, interpretado por ele mesmo à pedido do próprio Gardner, falando em transpor montanhas. Em seguida à sua curta mensagem, segue o Coral Glide Memorial cantando uma belíssima canção. Ela diz:

“Senhor, não remova esta montanha

Dê-me forças para subi-la.

Não remova este obstáculo

Guie-me ao redor dele, Senhor”

“Meus fardos são tão pesados

Parecem quase insuportáveis

Mas não vou desanimar, não, não

Pois o Senhor me prometeu

Que me encontraria no altar das orações”.

Ficou arrepiado? Bem, se quiser, já vale a pena ver o filme só por essa parte. A letra da música não fala em fim do sofrimento, mas pede a Deus forças para enfrentá-lo. Não por meio drogas, sexo, futebol ou qualquer outra forma de prazer, mas em Deus!

Já que falamos em música não posso, de forma alguma, deixar de transcrever a letra de “Deixa Deus Trabalhar”, da banda Tempus, canção muito conhecida:

“Você já parou pra pensar

No que Deus pode fazer por você

Você já parou pra pensar

Que Ele tem poder

Eu sei que a luta é grande

E o caminhar pesa em você

Que as barreiras te sufocam

Você quer se esconder”

 

“Deixa Deus te moldar

Deixa Deus trabalhar

Que a vitória vem no caminhar

Deixa Deus te mostrar

O modo de viver

Que Ele quer pra você”

 

Trecho da música cantada pelo coral no filme.Eu, você e toda a humanidade, têm, em Jesus, o meio perfeito para tudo que quisermos ser. Mas à medida que aprofundamos na experiência do conhecimento de Deus, descobrimos que esse meio é, na realidade, o fim, a razão de nossa existência.

Anúncios

About Francisco Eliciano

Francisco Eliciano é graduado em Administração de Empresas. É membro de Igreja Batista em Teresina-PI. Dá muito valor ao estudo bíblico. Sobretudo, ele é servo de Jesus Cristo. Escreve no Infosol desde 2008 juntamente com uma galera fantástica. Também colabora com o 'Ideias que Conecatm' uma página no facebook (facebook.com/iqconectam).

There is one comment

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s