O que esperam de você?

A tendência das pessoas é agir conforme ela própria acha que esperam que ela aja. É dizer: meus amigos, minha família, enfim, a sociedade espera que eu tenha um determinado comportamento, portanto, devo agir dessa forma.

É bom lembrar que as pessoas que fazem a diferença são as que não se deixam agir apenas dentro das expectativas alheias. Os proativos, que naturalmente deixam sua marca, assim o fazem porque atuam da forma como acham necessário ou desejam, sem se importarem com o que vão achar deles.

Que ótimo então! Você está sendo encorajado a fazer o que te der na cabeça! Evidente que não. Todo mundo sabe o resultado se, todos, fizerem tudo o que querem. Vamos dar uma olhada em I Coríntios 6.12:

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”.

Está aí uma grande lição de Paulo, onde se lê em outras palavras: quando se trata de um filho de Deus, há certas coisas que, ainda que aceitas plenamente pela sociedade, não são para você.

Contudo, muitas coisas deixam de ser feitas, palavras ditas, atitudes tomadas, comportamentos evitados, por medo. Esse sentimento, que é o porta-voz da insegurança de agir fora do que se espera de você, é o responsável por muitos momentos felizes perdidos. William Shakespeare (por muitos considerado o maior dramaturgo de todos os tempos) diz com simplicidade que “nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que poderia ser nosso pelo simples medo de tentar”.

Mas o que Salomão, o homem dos Provérbios, cuja sabedoria é reconhecida como uma dádiva divina, tem a dizer sobre isso?

“Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo(Eclesiastes 11.9. Grifos do editor).

Por acaso, você está percebendo agora uma espécie de fórmula bíblica para uma vida ativamente saudável? Em Eclesiastes 11.9 lemos: “e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos…”. Antes, entretanto, vimos a declaração de Paulo em I Co. 6.12: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm…” Resumindo, se liberte das “amarras sociais”, do quadrado em que você vive. Faça o que você tem vontade, lute pelos seus sonhos, porém lembre-se, nem todas as coisas lhe convêm, afinal “todas estas coisas te trará Deus a juízo”, é o que diz o final do versículo 9 de Eclesiastes 11. Então vamos à fórmula: (faça o que tem vontade) – (coisas inconvenientes para cristãos) = (vida ativa saudável) + (prestação de contas com Deus).

É uma fórmula boa, mas pode-se melhorá-la. Aliás, está faltando algo para ela ficar perfeita: seu nível de relacionamento com Deus. Quanto mais profundo estiver seu relacionamento com Deus, menos você vai se preocupar com o comportamento que você acha que as pessoas esperam de você.

Um episódio interessantíssimo, que mostra a diferença que esse fator pode fazer, está em Atos 4.13:

“Então eles, vendo a intrepidez de Pedro e João, e tendo percebido que eram homens iletrados e indoutos, se admiravam; e reconheciam que haviam estado com Jesus”.

Que espetacular situação. A observação a respeito de Pedro e João foi feita por um Conselho. Neste Conselho estavam todos os líderes judaicos, inclusive o supremo sacerdote Anás. O que aqueles homens esperavam de Pedro e João? Que comportamento poderia vir de dois homens “iletrados e indoutos” diante de tão expressivo grupo? Os dois discípulos foram ousados e intrépidos! Em outras traduções, como a BÍBLIA VIVA, diz que os membros do conselho “ficaram espantados e perceberam o que a convivência com Jesus havia feito neles!”. Aí está “o segredo”. Conviver com Jesus. Buscar uma intimidade ao ponto de uma transformação deslumbrante. Fica o desafio que é impedir que o medo abafe a mudança que o relacionamento com Deus produz. É isso que Ele faz, nos transforma dando-nos coragem para fazer aquilo que não faríamos antes!

Fechando a fórmula: (Intimidade com Deus) + (Desejos convenientemente ajustados à vontade divina) = (Plena realização pessoal) + (vida ativa saudável) + (prestação de contas com Deus).

Anúncios

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s