Quando o foco está errado

Muitas vezes nos relacionamos com os não crentes mostrando puramente a face externa de nossa religiosidade: os muitos “não posso” que aprendemos. 

Existem duas posições as quais uma pessoa cristã pode adotar como parâmetro de vida e, assim, de relacionamento com pessoas não cristãs ou não convertidas ao evangelho salvador:

  1. Um posicionamento puramente religioso, fundado, principalmente, no que não se deve ou não se pode fazer.
  2. Ou, uma posição majoritariamente missionária do “ide e pregai o evangelho a toda a criatura” (Marcos 16.15).

A minha adolescência eu vivi, assim talvez como a maioria, adotando o posicionamento religioso. Isto significava que, na escola, no dia a dia e nos treinos esportivos eu era muito rígido na forma de ver e julgar meus colegas e, dessa forma, acabava não desenvolvendo amizades saudáveis em que eu pudesse influenciá-los com o evangelho. Claro que não podia influenciar, pois eu não me permitia estabelecer laços de companheirismo mais aprofundados por causa de coisas como “crente não pode ouvir músicas mundanas”, ou crente não pode isso ou aquilo.

Esta postura, evidentemente, impedia que eu me aproximasse mais das pessoas, pois elas tinham valores de vida e comportamentos diferentes dos que eu era ensinado. Os ensinos que recebia eram, sem dúvida, importantes e estavam dentro do que a Bíblia indica como agradáveis a Deus, apesar de conterem muitos “crente não pode”. Então, onde estava o problema?

O problema era que, ao passo em que era ensinado sobre valores sadios e corretos, não era instigado a me socializar com pessoas “do mundo” como forma de leva-los à Cristo. E no dia a dia, meus caros amigos, a socialização, a amizade e o companheirismo são fatores decisivos na evangelização pessoal.

Jesus procedeu de maneira a tornar-se alguém confiável em vários círculos sociais da época. Ele esteve com muitas pessoas mal vistas pela sociedade de seu tempo, com o intuito de levar-lhes a mensagem de Salvação (Mateus 9.10-12).

Jesus não tinha como estratégia se afastar das pessoas por serem pecadoras ou por terem vidas cujos valores eram opostos ao que Ele é. Ao contrário, Ele disse que veio para os pecadores, para os doentes, para um mundo que Ele amou e pelo qual morreu quando ainda “éramos pecadores” (Romanos 5.8; Efésios 2.4-6).

Seguindo neste caminho, Paulo descreve métodos que ele próprio usava para influenciar as pessoas. Está em I Coríntios 9.19-23.

Influenciar requer estar cheio do Espírito de Deus a ponto de transbordar. Não sendo assim, em nome do evangelismo, uma aproximação maior com não crentes pode nos encher de um mundanismo cego, hedonista e relativista.

Há, portanto, degraus a subir. Não dá para pular do início de uma escada para o seu fim sem se machucar. Esses degraus são:

Estas são responsabilidades individuais. Se o ensino, a doutrinação e o discipulado que recebemos são encargos de outros, aqueles são nossos. Não dá para culpar alguém por não fazer uma tarefa que é nossa.

Dessa forma, para disseminar o evangelho tem de haver antes uma caminhada em direção ao próprio Deus.

E, como ressaltamos, é importante que pais e líderes observem que ensinar sobre a santificação é tão importante quanto o ensinamento de ser sal e luz, e de influenciar a sociedade.

Para isso, então, devemos ter uma postura mais amigável com os outros para que assim, estando vinculados, ganhemos a afeição e o respeito suficientes para passar-lhes as Boas Novas de Cristo.

Anúncios

About Francisco Eliciano

Francisco Eliciano é graduado em Administração de Empresas. É membro de Igreja Batista em Teresina-PI. Dá muito valor ao estudo bíblico. Sobretudo, ele é servo de Jesus Cristo. Escreve no Infosol desde 2008 juntamente com uma galera fantástica. Também colabora com o 'Ideias que Conecatm' uma página no facebook (facebook.com/iqconectam).

There are 2 comments

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s