“Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”

Incompetência ou manipulação?

 

Marcha das Vadias [City Hall (sahlgoode)]

Marcha das Vadias [City Hall (sahlgoode)]

Há poucos dias foi publicada uma pesquisa do Ipea em que mostra que cerca de 65% dos entrevistados (homens e mulheres) concordam totalmente ou parcialmente da afirmação de que

Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas

Obviamente que este dado da pesquisa está sendo usado como um trunfo de feministas, sejam homens, sejam mulheres.

Entretanto a pesquisa não perguntou aos entrevistados se concordavam somente com essa afirmação exposta. Outras frases foram também expostas. E o resultado é que 65% discordam que

Mulher casada deve satisfazer o marido na cama, mesmo quando não tem vontade

91,4% concordam que

Homem que bate na esposa tem que ir para a cadeia

82,1% discordam que

Mulher que apanha em casa deve ficar quieta para não prejudicar filhos

89,2% discordam que

Um homem pode xingar e gritar com sua própria mulher

Vemos nos dados apresentados acima uma clara contradição: dentro de casa uma mulher é intocável, mas fora merece sofrer do pior? Obviamente que tem algo de muito errado nisso e vou mostrar o que é. E a lógica é bem simples.

Imagine uma ruela escura, que tem um matagal no meio dela, deixando apenas uma pequena faixa de terra batida para os transeuntes passarem sem entrar no mato. Nesse matagal está escondido um rapaz de péssimas intenções, que está esperando uma moça passar ali para estupra-la. De repente uma freira, de uns 20 anos, linda, começa a atravessar a ruela do ponto A para o ponto B. Neste exato momento, outra moça, tão linda quanto a freira, mesma idade, mas usando uma blusa bem pequena, decotada, e mostrando o umbigo, também usando uma saia godê e curta, começa a atravessar a mesma ruela do ponto B para o ponto A. O criminoso sabe que só vai conseguir atacar uma delas. Qual será a escolhida?

Perceba que de forma alguma a culpa é da vítima. Tanto que, se somente a freira estivesse passando ali, muito provavelmente ela seria a vítima, independente de suas vestes. Entretanto a moça que estava praticamente seminua catalisou o ataque para si.

Absurdo? Não. Isso se chama realidade. Por isso vejo que a interpretação da pesquisa ou é incompetência de quem analisou ou é manipulação, pois levam em consideração um mundo utópico. No mundo real sempre haverá uma vítima, e esta com certeza será escolhida pelo criminoso à medida que seu crime seja facilitado. No mundo utópico o criminoso não existe, justamente para que uma vertente ideológica [esquerda] tenha base para atacar seus opositores, alegando que põem a culpa na vítima.

Então vamos ver a mesma cena descrita acima, mas numa situação diferente. Agora as vítimas estão no centro da cidade. Uma delas está segurando na mão um maço de notas de 50 reais, totalizando dois mil reais. A outra está com a mesma quantia, mas guardada em uma carteira. Ambas as vítimas começam a travessia de uma rua bem menos movimentada, e lá se encontra um ladrão. Quem você acha que o ladrão vai tentar assaltar?

No caso anterior, todos concordam que ainda que não tenha sido culpa da vítima, é óbvio que quem estava carregando o maço na mão foi, no mínimo, descuidado, pois neste caso julgamos a situação pelo mundo real. Observe então que o cenário é idêntico ao anterior. Portanto, podemos concluir que uma mulher que anda nas ruas usando poucas roupas é, no mínimo, descuidada.

Daí é onde quero chegar. A frase que foi exposta na pesquisa é, a meu ver, enviesada, pensada para causar comoção. Pois toda pessoa, em sua sã consciência sabe que ninguém merece ser vítima de um crime. Entretanto todos nós temos consciência de que quando damos bobeira, aumentamos bastante a probabilidade de nós mesmos sermos a vítima. Infelizmente é assim que é na vida real, e a pesquisa mostra apenas o óbvio de maneira distorcida.


Edição

Como havia sido predito, havia algo de errado na pesquisa. Agora consertaram e somente 26% entre os entrevistados são os que concordam com a frase do título. Mas ainda assim acredito que o número dos que de fato acham que as mulheres merecem ser atacadas é menor do que 26%, pois na verdade a maioria entende que no mundo real o crime se aproveita de quem dá mole.

Anúncios

About Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

There are 3 comments

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s