Religião, a maior causa de guerras?

Massacre do Dia de São Bartolomeu (François Dubois)

Massacre do Dia de São Bartolomeu (François Dubois)

Já ouvi, e também já li várias pessoas falando que a religião foi a maior causadora de guerras do mundo. Quando falam isso, as outras pessoas que ouvem, normalmente aquiescem com seus meneios de cabeça, concordando com a afirmação. O mais interessante é que poucos duvidam e outros muitos juram ser verdadeira a informação. Alguns até arriscam a citar logo a inquisição ou as cruzadas.

Pois bem, há pouco tempo atrás eis que tal informação se apresentou a mim novamente. Mas desta vez fiquei intrigado, porque, de fato, não me recordo de ter ouvido falar de tanta guerra assim, e mesmo as que ouvi, ou soube durante meus estudos de ensino fundamental e médio, poucas guerras, ou quase nenhuma, tinham a religião como motivação do conflito. No parágrafo anterior citei duas situações onde houve muitas mortes e a religião estava envolvida. Mas, quais foram as outras guerras? Dois conflitos apenas são, de longe, insuficientes para dizer que são maioria.

Como saber então se realmente a religião foi ou não a maior causadora de conflitos? Bem, podemos apelar para dois autores, Charles Phillips e Alan Axelrod, que através de seu livro Encyclopedia of Wars (Enciclopédia de Guerras, em tradução livre) listam os conflitos da história da humanidade que foram registrados. Ao todo, os autores listam 1763 guerras. Dessas, apenas 123 foram classificadas como envolvendo uma causa religiosa, ou seja, menos de 7% do total de guerras. Ainda, elas respondem por menos de 2% de todas as mortes decorrentes de guerras. Outro fato interessante é que a maior parte das 123 guerras religiosas envolve diretamente uma única religião: Islamismo. Tirando o Islamismo, todas as religiões do planeta Terra, juntas, respondem por cerca de 3% do total de guerras.

Por outro lado, a falta de religião (o próprio ateísmo), apesar de não ter causado tantas guerras, pode ser considerado como a maior causadora de mortes de toda a história, e isso, somente olhando para o século XX (i.e., de 1901 até 2000). Essas mortes foram ocasionadas pela implantação do comunismo e nazismo, ambas ideologias ateístas, vertentes da visão política de esquerda. O número de mortes atribuídas às duas ideologias chega a espantosos 200.000.000 (duzentos milhões) de pessoas em cerca de 50 anos! Para efeito de comparação, um dos eventos religiosos mais mortíferos (Inquisição) matou cerca de 2 mil pessoas em 400 anos! Ou seja, para cada pessoa que morreu na Inquisição, cerca de 100.000 (cem mil) morreram pelo ateísmo. Enquanto morreram, em média, 5 pessoas por ano na inquisição, o ateísmo foi responsável por 4.000.000 (quatro milhões) de mortes, em média, por ano.

Então o que se percebe é que, apesar de ter acontecido sim, várias coisas ruins em nome da religião, tivemos muito mais coisas boas. Temos centenas a milhares de orfanatos, escolas, leprosários, hospitais e até universidades que são bancadas pela religião, muitas vezes em locais inóspitos, que nem o próprio Estado tem condição de manter. Uma informação que você leitor provavelmente não sabe é que o hospital e a universidade foram criados pela religião, mais especificamente a cristã. Além disso, são os países majoritariamente religiosos, especialmente os de influência cristã, os que possuem a maior taxa de liberdade de seus cidadãos, além de possuírem as melhores condições de vida.

Outro fato interessante é que toda essa história de violência religiosa faz parte do passado. Exceto alguns eventos islâmicos que incluem homens bombas, e que muitas vezes possuem forte motivação política, é praticamente impossível que uma Inquisição volte a acontecer. Por outro lado, países comunistas, ateus, ainda existem e reprimem os seus cidadãos. Exemplos claros são Coreia do Norte e Cuba, que partidos como PSOL, PCdoB e o PT de Lula e Dilma tanto admiram. A Venezuela, inclusive, está quase se tornando comunista, mas seus cidadãos estão lutando e morrendo para não cair essa desgraça sobre eles.

Por fim, o que se pode concluir é que a religião está longe de ser a maior causadora de guerras. Além disso foi a luta contra a religião, para implantar o ateísmo, que gerou os conflitos com maior número de mortes da história. A religião, meus caros, ainda é um dos maiores bens da humanidade.


Fontes:

http://www.huffingtonpost.com/rabbi-alan-lurie/is-religion-the-cause-of-_b_1400766.html

http://carm.org/religion-cause-war

Anúncios

About Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

There are 8 comments

  1. Fernando Rizzato

    Excelente texto. Farei dele o ponto de partida da minha pesquisa sobre este tema. Se pensarmos nos genocídios efetivados por Alexandre, O grande (Assassino, a meu ver…), as guerras púnicas, os conflitos medievais, o genocídio Armenio, Rowanda, Sarajevo, etc., certamente a religião não seria “a maior causadora de guerras”. Os maiores “caos-adores” de guerras, conflitos e duelos desde sempre foram o egoísmo, o orgulho e a vaidade. Estes três levam à intolerãncia, causa, essa sim, de todos os conflitos. Parabéns pelo texto, Evandro. E quanto aos comunas, eles não se conformam de serem os maiores criminosos da história. Querem a todo custo manter o satã Karl Marx em um pedestal que ele jamais teve. Essa gente se esquece que somos um eterno vir a ser, que as relações entre os homens e suas instituições mudam, que tudo no universo evolui. Prefiro hoje me perguntar: para onde caminha o capitalismo? Esse sim, sem ele não teríamos saneamento básico e vaso sanitário.

    Curtir

  2. Ivanilson Ribeiro

    Este texto simples destroi a falácia A religião é causa da maioria das guerras e mortes no mundo… Só acreditar nisso uma pessoa totalmente ignorante que faz pesquisa séria…Olha que não estou falando em fé e sim pesquisa científica, dados , valores…

    Curtir

  3. Selvino

    Sem nenhuma fundamentação, a nao ser para demonizar partidos políticos de que o autor do texto nao gosta, dizer que a demonização das religiões se deve a tais partidos no Brasil… A nao ser que se considerem as CEBs, por exemplo, criaturas demoníacas, ou algo parecido… Observações como esta no meio do texto diminuem em muito o valor do texto como tal…

    Curtir

    1. Evandro Rocha e Silva

      Sim, coloquei apenas duas fontes no final do texto. Mas se você procurar qualquer livro de história e verificar o que aconteceu no Século XX, você vai ver exatamente o que eu disse: um genocídio perpetrado pelo comunismo. Além disso não disse que os partidos políticos demonizam as religiões no Brasil. Aliás, eu falo dos partidos políticos só no fim do texto, e não no meio. Quanto ao comunismo, eu logo atrelei ao ateísmo, porque o próprio Marx falou: “O comunismo começa onde começa o ateísmo”. E aqui vai mais uma ‘fundamentação’ que mostra o porquê de eu ter citado partidos políticos lá no fim: http://www.pcdob.org.br/noticia.php?id_noticia=209943&id_secao=9

      Agora levando em consideração o PT governando o Brasil por mais de 10 anos, e que a ideologia dele, e desses demais partidos citados se alinha tanto quanto ou mais radicalmente ao comunismo, é óbvio que eu vou falar contra os mesmos, porque eu não quero no Brasil, ou na América do Sul, outro genocídio perpetrado pela esquerda, ainda mais com o exemplo da Venezuela que já está bastante avançado.

      Por fim, o texto foi um assunto puxando o outro: Religião não é a maior causa de guerras –> o ateísmo também não, mas ocasionou mais mortes –> isso significa que todo ateu é assassino em potencial? –> Não, é o ateísmo atrelado ao socialismo/comunismo a maior causadora de mortes da humanidade –> esse perigo é existente no nosso Brasil –> e eu falo isso porque sou brasileiro e escrevo para brasileiros!

      Curtir

  4. Roni

    O Ateísmo era uma das característica do comunismo e não o que o definia. Atribuir ao ateísmo as mortes do comunismo seria o mesmo que atribuir a culpa à religião dos envolvidos. todas as outras guerras, Limitar a culpa da religião apenas nas guerras de origem santas, é atitude tedenciosa. E o Nazimo não defendia o ateísmo. A população Alemã era Protestante e Católica. As guerras, seja no oriente (islâmicas e judaicas) e na áfrica sempre buscam a religião para corroborar suas atitudes, certas ou não. Associar ateísmo ao comunismo é uma atitude ultrapassada e alarmista.

    Curtir

    1. Evandro Rocha e Silva

      Sim, o ateísmo era intrínseco ao comunismo, e por causa disso religiosos foram perseguidos e mortos. Veja, Karl Marx disse que “o Comunismo começa onde começa o Ateísmo”. Isso significa que o ateísmo, segundo Karl Marx, é pré-requisito para o Comunismo. Não necessariamente ateísmo implica em comunismo, mas é uma via necessária. Karl Marx continuou e citou a famosa frase: “A religião é o ópio do povo”. Ainda, está escrito assim no Manifesto Comunista: “Para o proletariado, as leis, a moral, a religião, são outros tantos preconceitos, atrás dos quais se escondem tantos outros interesses burgueses”. Se o ateísmo não fosse então um pré-requisito para o comunismo, levando então à ideia de que religião era um instrumento opressor da burguesia, poderíamos então dizer que o ateísmo não teve culpa. Entretanto, como vimos, no Comunismo o ateísmo acabou tendo culpa.

      E limitar a culpa da religião a guerras de origens santas não é tendencioso. Na verdade o contrário é tendencioso. O correto é apontar as causas mínimas necessárias para um conflito, para que o mesmo possa ser melhor entendido. E se a religião de alguma forma for fator determinante, ela estará entre as causas mínimas. Tendencioso é querer ver uma causa em todos os lugares, tentando encaixá-la de alguma forma, à força.

      Por fim, a busca de confirmação para atitudes por vias religiosas não faz da religião a causadora da atitude tomada. No máximo a faz de endossadora, mas nunca causadora.

      Curtir

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s