Infância Sexual

Segundo a Polícia Federal, em 2013, as prisões por pornografia infantil aumentaram 134%. O Brasil enfrenta não só a pornografia infantil como também a pedofilia que vem crescendo junto com todo o estímulo sexual promovido em todo lugar que se vá ou se olhe.

É difícil combater isoladamente a pornografia infantil uma vez que ela está estreitamente relacionada com um aparato poderoso de promoção do sexo em todos os setores sociais. As pesquisas de órgãos especializados indicam que os casos envolvendo crianças só têm crescido ano após ano. “Coincidentemente” o incentivo sexual em toda sociedade é cada vez mais forte.

É fácil perceber que tem aumentado a tolerância para um mundo mais sensual. Nas redes sociais há abundância de fotos de garotas “sensualizando” sem nenhum “recalque”. O Instagram às vezes se parece com um cardápio mostrando uma infinidade de opções de corpos dourados, seminus, definidos ou não.

Olhando para esse cenário, a gente vê a mentalidade da população progredindo. É assim que se considera a liberdade sexual absoluta, como um progresso. Politicamente, os socialistas assumidos e os não-socialistas por conveniência veem dessa forma.

Mas mesmo com todo esse “progresso” em curso ainda é possível se espantar com a ousadia das pessoas. Outro dia vi no Youtube um casal  (os dois aparentando ter por volta de 40 anos) incentivando os pais a deixarem e até estimularem suas crianças a se descobrirem sexualmente. Segundo esse casal vlogueiro, uma pessoa deve desenvolver sua sexualidade ainda na infância. O homem do vídeo em questão dizia ter descoberto a masturbação muito tarde, aos 12 anos! A mulher concordou e falava como se o exemplo do marido não devesse ser seguido. Pra mim o nome disso é apologia soft à pedofilia.

Algum tempo atrás estava tentando ganhar força na internet uma campanha com a seguinte frase: “Pedofilia: sou contra!” e também “Todos contra a pedofilia”. Nessa época uma amiga tirou uma foto com uma camisa dessa campanha e postou no Orkut. Sim, era o auge do Orkut, há uns quatro anos. A camisa trazia exatamente a frase “Pedofilia: sou contra!”. Eu não pude deixar de perguntar, com ironia, nos comentários da foto dela: “Fulana, e quem é a favor disso?”

Tenho certeza que a pergunta que fiz naquele momento fazia muito sentido, afinal quem iria ser a favor de crianças com vida sexual ativa? Nunca mais vi essa campanha, parece que não pegou muito, e a razão pode ter sido por causa de seu único “erro”: estava adiantada no tempo.

Hoje, faz todo sentido do mundo o “Todos contra a pedofilia”, pois temos visto aberrações como a que citei antes, além de congressos LGBT onde se discute a sexualidade infantil de maneira nada científica.

Porém, mesmo com o envolvimento social em campanhas, pouco se pode fazer para combater o abuso sexual contra crianças em todas as suas vertentes, pois isso é um grave efeito colateral de um mundo que quer viver promiscuamente e com total “liberdade” sexual.  Até onde a depravação humana pode chegar?

Anúncios

About Francisco Eliciano

Francisco Eliciano é graduado em Administração de Empresas. É membro de Igreja Batista em Teresina-PI. Dá muito valor ao estudo bíblico. Sobretudo, ele é servo de Jesus Cristo. Escreve no Infosol desde 2008 juntamente com uma galera fantástica. Também colabora com o 'Ideias que Conecatm' uma página no facebook (facebook.com/iqconectam).

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s