Carboidratos são os tijolos do treinamento

Os carboidratos são biomoléculas responsáveis por fornecer energia ao nosso organismo. Energia que é utilizada nos processos metabólicos das células, como síntese e degradação de nutrientes. São as substâncias mais abundantes na natureza, e podem ser encontradas, por exemplo, no amido de milho. O amido é um dos principais combustíveis energéticos do nosso organismo, e é dele que é extraído um dos suplementos alimentares que oferece grandes benefícios quanto ao desempenho nas atividades físicas e musculação: a maltodextrina.

Juliana Salimeni, modelo brasileira e integrante do programa de televisão “Os Legendários”, tem uma dieta rica em suplementos alimentares, entre eles, a maltodextrina. O uso de suplementos alimentares na busca por melhor performance, desempenho e ganho de massa muscular magra tornou-se comum. A popularidade desses produtos cresceu, e o mercado também. Atualmente, são ingeridos não só por atletas, mas também por pessoas praticantes de atividades físicas e musculação.

A maltodextrina é um carboidrato complexo comumente adicionado pela indústria às bebidas de caráter esportivo, como os energéticos. É uma substância que apresenta alto índice de glicemia, é de rápida digestão e, portanto, garante a entrada de nutrientes na corrente sanguínea de forma eficaz.

A maioria dos atletas e praticantes de exercícios físicos possuem uma dieta rica em proteínas e gorduras, mas baixa em relação ao consumo de carboidratos. Especialistas afirmam que a distribuição alimentar de melhor eficiência para esportistas é uma alimentação com base em carboidratos (entre 60-70%), seguida de lipídios, ou gorduras (na média de 20-30%), e por fim proteínas (em torno de 10-15%).

Uma alimentação fundamentada em carboidratos proporciona manutenção do peso e melhoria na saúde, otimizando os resultados do treinamento atlético. No entanto, uma dieta desequilibrada causa perda de massa muscular, maior incidência de doenças infecciosas, disfunção hormonal e fadiga crônica.

A maltodextrina não causa danos colaterais ao organismo, mas em excesso, pode provocar uma série de problemas, como aumentar o colesterol, os níveis de ureia e nitrogênio no sangue. Ademais, o uso de suplementos alimentares só deve ser realizado quando o atleta demandar dietas específicas para o seu treinamento, prescritas por um profissional.

Ela pode ser ingerida antes, durante e depois dos exercícios físicos, porém, estes devem ter duração superior a 1h. Estudos mostram que o uso de carboidratos para a realização de atividades de longa duração aumentam a performance e desempenho atlético, contribuindo para o retardo da fadiga e manutenção dos níveis glicêmicos.

  • Antes dos exercícios: a maltodextrina deve ser ingerida entre 2-3h antes das atividades físicas, para garantir os níveis normais de glicemia. Caso o tempo for menor, pode causar hiperinsulinemia.
  • Durante os exercícios: a suplementação deve ser realizada de forma fracionada durante os exercícios, pelo fato da maltodextrina ter o caráter de rápida digestão.
  • Depois dos exercícios: ao consumir a maltodextrina após o treinamento, o catabolismo é quebrado e o anabolismo é promovido.

Na busca por melhor desempenho, atletas que buscam orientação nutricional especializada contam com o melhor que os suplementos têm a oferecer. Além de um treinamento produtivo, uma alimentação equilibrada pode oferecer redução na fadiga muscular e recuperação corporal mais rápida.

Referências:

  • CAPERUTO, Érico. Waxy Maize: quando você achava que os carboidratos já tinham sido totalmente explorados. Publicação – Instituto de Ciência em Nutrição e Performance. Disponível em: <http://www.icinp.com.br/arquivos/Amilopectina%20jul%202011.pdf&gt;. Acesso em: 2014-08-31.
  • Costa, T. A.; Pigosso, K.; Besen, A. P.; CerutTi, A. M.; Cerutti, E. C.; Rotili, M. C. C.; Pootz, E. A.; Seganfredo M. I. U.; Zawodine, J. E.; Reckziegel, A. P. Efeitos da ingestão de maltodextrina 6% no desempenho de nadadores do município de Toledo – Paraná. Arq. Ciênc. Saúde Unipar, Umuarama, v. 12, n. 3, p. 195-204, set./dez. 2008. Disponível em: <http://revistas.unipar.br/saude/article/view/2535/1979&gt;. Acesso em: 2014-08-31.
  • BORGES, Juliano Henrique; HOFFMANN, Larisse Daniela; GREGÓRIO, Nicolly Patrícia; COSTA, Telma Aparecida. Impacto da ingestão prévia de maltodextrina + frutose sobre a glicemia e o desempenho de nadadores durante exercício aeróbio. 2011. Publicação – EFDeportes.com, Revista digital, Buenos Aires, 2011. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd160/impacto-da-maltodextrina-sobre-nadadores.htm&gt;. Acesso em: 2014-08-31.
Anúncios

About Lorena Bastos

Lorena Bastos é uma escritora profissional nascida em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, chamada Araxá. Com 20 anos, dedica-se totalmente a carreira, sempre em busca do aperfeiçoamento e crescimento. Escreve textos de vários estilos, como artigos de opinião, crônicas e editoriais. Esforçada e motivada, segue em frente, com fé em Deus. Acredita que a caminhada da vida será cada vez mais produtiva, e portanto, é feliz. Email para contato: lorenaax.bastos@hotmail.com

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s