A Meritocracia é boa ou ruim?

Marina Bay Sands em Singapura, uma Cidade-Estado onde padrões meritocráticos são utilizados até para a escolha de autoridades.

Marina Bay Sands em Singapura, uma Cidade-Estado onde padrões meritocráticos são utilizados até para a escolha de autoridades.

Este é um assunto quase polêmico. Há muitos que defendem o uso da meritocracia, e até aplicam [parte] de seus conceitos. Para alguns outros, esta palavra falta causar comichão. É asquerosa. Indigna. Prática a ser evitada. Mas neste texto, leitores, vamos ver o porquê de a Meritocracia ser boa, e porque deve ser defendida e aplicada – ao menos um mínimo possível.

Em primeiro lugar, esse sistema vem sendo associado a coisas ruins, principalmente quando se prezam a comparar uma pessoa extremamente rica com uma extremamente pobre. Infelizmente essa comparação é um reducionismo gritante e expressa muito mal o que vem a ser meritocracia. Além disso denuncia um arraigado marxismo cultural, onde é obrigatório haver uma luta entre burgueses e proletários. Parece até que este é um sistema de proteção de castas sociais!

Ora, o que acontece comumente é que pessoas do mesmo nível social é que venham a competir entre si. Raramente ocorre um disparate de um ricaço competir com um paupérrimo. E mesmo em casos assim, por mais que seja difícil, o paupérrimo ainda tem chances de superar o ricaço. E o ricaço, por se confiar em todo o seu suporte, pode acabar fazendo uma armadilha para si e de repente se ver pobre.

Pois bem. A meritocracia pode ser superficialmente definida como uma maneira justa de se escolher entre candidatos para alguma vaga. Isto quer dizer que não importa a cor, credo, sexo, etc. Quem for o melhor, será o escolhido. E mais uma vez, retire de sua cabeça que na competição estarão pessoas com todas as condições versus pessoas que não têm condição alguma.

Vamos ver dois exemplos.

O primeiro é sobre a concorrência entre as diaristas. Aquela, ou aquele, que se destacar despontará sobre os demais concorrentes. Se for realmente bom, pode se beneficiar de propaganda boca-a-boca, e de repente ser contratado(a) para ser governante(a) de uma casa abastada. Sem ir muito longe, a pessoa pode cobrar um bocado acima da média pelo seu serviço, e ainda assim não vai lhe faltar trabalho. Aqueles que atestam a qualidade de seu serviço não acharão ruim pagar mais. Um(a) diarista que fizer um trabalho ruim vai ficando pra trás. Isto é justo. Quem se prepara melhor e consegue prover um serviço de maior qualidade cresce mais rápido.

O segundo exemplo. Imagine uma empresa multinacional, e dois executivos. Um executivo trabalha mais que o outro, se preparou melhor, tem mais domínio sobre a área e assim consegue obter melhores resultados. O outro executivo leva apenas o corpo para o escritório, não demonstra domínio na área, e nem vontade de aprender, e ainda tem resultados ruins a medianos. De repente surge uma oportunidade de promoção. Quem será promovido? Se você disse que o primeiro será promovido, você acertou. E na sua cabeça já está incutida a meritocracia para esse caso.

Existe então diferença entre os dois exemplos? Sim. Qual? No primeiro exemplo temos pessoas que tem qualificação para o serviço de diarista, e no segundo exemplo temos pessoas com qualificação para o serviço de executivo. Se você colocar um executivo para competir com um diarista, para uma vaga de diarista, é muito mais provável que o diarista ganhe a competição, porque está mais preparado para aquele serviço. Idem, para o serviço de executivo.

Entretanto, quando você não faz parte do mundo ao qual você quer ingressar, você provavelmente vai ter de ralar mais. Primeiro para chegar ao nível dos concorrentes e depois para ultrapassá-los. Isso vale para um diarista querendo virar executivo e para um executivo tentando ser diarista.

Contudo, não podemos nos esquecer de que, determinados cargos são mais difíceis que outros. Ainda assim, todos passam mais ou menos pelas mesmas dificuldades para se prepararem para o tal cargo. Refiro-me aqui às dificuldades de aprendizado. Dificuldades a mais, ainda que sejam desmotivadoras, fazem das suas conquistas ainda mais nobres.

Vemos então, até aqui que a Meritocracia é justa. Agora vou mostrar porque é desejável.

Em primeiro lugar, é desejável porque abre para todos os cidadãos a oportunidade de chegar a praticamente qualquer cargo. Imaginemos então um cargo público. Não fosse a Meritocracia, só entrariam para os cargos públicos os familiares e amigos dos políticos eleitos. A corrupção, então, seria exorbitantemente pior.

Na iniciativa privada, o primeiro efeito da Meritocracia é permitir a uma empresa melhorar seu serviço e aumentar a sua abrangência. Isso é bom para os consumidores, que terão serviços melhores. É bom para o Estado porque vai conseguir colher mais impostos, sem precisar modificar as taxas. É bom para os empregados, pois permite-lhes a possibilidade de aumentar seu salário através de bônus. E por fim é bom para os cidadãos, pois o Estado terá mais condições de servir-lhes.

A melhora do serviço, por causa da Meritocracia, também é um efeito que acontece no próprio Estado. Desta forma, quem mais ganha é a própria população, pois vai podendo usufruir cada vez mais de um Estado mais eficiente.

Ainda, a Meritocracia permite uma diminuição da burocracia, desemperrando muitos processos e melhorando a fluidez de todos os sistemas.

E mais uma vez, olhando-se exclusivamente para a Meritocracia, ninguém vai deixar de receber um emprego, ou promoção porque é branco, negro, homossexual, mulher, índio, pobre, rico, ou seja lá o que for.

Por fim, um país regido pela Meritocracia só tende a crescer e prosperar.

Anúncios

About Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

There are 2 comments

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s