George R.R. Martin, o novo Tolkien

Este é o autor do aclamado A Guerra dos Tronos, livro que deu origem à séria homônima da HBO.

Martin nasceu em 1948, nos Estados Unidos. Desde cedo foi apaixonado por quadrinhos de super-heróis. Mais tarde, em 1970, formou-se summa cum laude em jornalismo, ou seja, com alta honra. Em 1971 concluiu o mestrado em jornalismo.

Nesta mesma década ele começou sua carreira de escritor. De início seus contos foram bastante rejeitados, mas mesmo assim ele não desistiu. Tempos depois seus contos chegaram a ser indicados para prêmios literários.

Na década de 80 começa a trabalhar na televisão como roteirista. Passou a trabalhar também como editor de livros. E na década de 90 ele começou a escrever a obra que o lançaria ao estrelato: As Crônicas de Gelo e Fogo.

A escrita da série acabou tomando muito tempo. Por exemplo, o primeiro livro foi lançado em 1996, enquanto que o quinto livro foi lançado em 2011, ou seja, 15 anos depois. Já estamos em 2014, e ainda o sexto livro (de sete) não foi lançado.

Alguns fãs, irritados com a demora que levou do terceiro para o quarto livro (5 anos) e do quarto para o quinto (6 anos), chegaram a acusar o autor de ficar desleixado por causa da fama, não se importando muito em escrever as continuações. Levando em conta o tempo que demorou, e ainda que sua obra já estava recebendo muita atenção, a acusação dos fãs faz sentido.

Aqui no Brasil sua fama chegou de vez com a adaptação feita pela HBO. Após a adaptação televisiva sua fama cresceu astronomicamente. De repente ele sentiu um pouco mais de pressão — milhões de novos fãs de uma hora pra outra — e parece ter acelerado a produção dos novos livros. Mas nem tanto. Uma previsão dizia que o sexto livro estaria pronto no fim de 2014 ou início de 2015. A previsão agora está entre 2015 e 2016 (4 ou 5 anos após o último lançamento).

Enfim. Devo agora dizer porque ele está listado entre os sete autores de legado. Pelos simples fato de que ele conseguiu chegar aos pés de Tolkien. Há muito vinham os pretendentes, mas nenhum conseguia uma obra de tal magnitude como a de George Martin. Diga-se, nenhum havia criado um enredo e mundo tão complexos.

Ainda, Martin conseguiu fugir dos clichês dos elfos e anões que normalmente povoam histórias de fantasia, conseguindo também dar um enorme toque de realidade, sem deixar definhar a fantasia. George Martin criou — ou iconizou — um estilo próprio.

A seguir vai uma lista de algumas de suas obras:

  • A Morte da Luz;
  • As Crônicas de Gelo e Fogo
    • A Guerra dos Tronos;
    • A Fúria dos Reis;
    • A Tormenta de Espadas;
    • O Festim dos Corvos;
    • A Dança dos Dragões;
  • O Cavaleiro dos Sete Reinos;
  • O Dragão de Gelo;
  • Série Wild Cards.
Anúncios

About Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s