Afinal, o que significa PhD?

No Brasil é comum que o título Ph.D. suscite uma aura de superioridade além do que o mesmo signifique. Ph.D. para muitos brasileiros soa como um título supremo acadêmico (as vezes até mais do que isso), e que um ser que possua tal título tem de ser acreditado em tudo o que fala, não importa o que tenha falado. Ser um Ph.D., para muitos brasileiros, significa participar de uma espécie de panteão de deuses acadêmicos.

O problema é que, como disse, toda essa aura dá ao título uma importância superior ao que deveria ter. Essa importância, ou aura idólatra, parte de duas fontes: (1) ignorância e (2) os próprios acadêmicos — alguns, por incrível que pareça, por ignorância, e outros apenas por gostarem de ser adorados.

Até o Google permitiu que o senso comum ganhasse destaque: acima, o resultado de uma busca simples com o título “phd” sendo colocado como o último e mais alto grau acadêmico.

Então o que significa, de fato, o título Ph.D.?

Para explicar o título, vou começar com uma breve visão geral dos graus acadêmicos.

Entendendo os Graus Acadêmicos

Cada país, soberano, possui seu próprio sistema, com regras próprias para obtenção de títulos acadêmicos e, algumas vezes, com nomes diferentes para os títulos. Por causa disso há títulos diferentes — pois são conferidas por países distintos — que são equivalentes. De qualquer forma, tais títulos são evoluções dos graus concedidos pelas universidades europeias durante a Idade Média, de forma que os nomes se diferenciam basicamente por questões culturais (ou devido ao sistema adotado por cada país).

(Michal Jarmoluk • Pixabay) Os títulos acadêmicos são evoluções dos graus concedidos pelas universidades europeias durante a Idade Média, de forma que os nomes se diferenciam basicamente por questões culturais.

A convenção geral, após centenas de anos, é que os títulos acadêmicos são os seguintes (em ordem de obtenção): Bacharelado, Mestrado e Doutorado. Agora, vamos usar o Brasil para exemplificar como o sistema de um país pode modificar essa convenção.

Nós temos, como graus de ensino superior três títulos: Licenciado, Tecnólogo e Bacharel. Após a graduação no ensino superior, temos a pós-graduação, que no Brasil se divide em Especialização, Mestrado (Profissional ou Acadêmico) e Doutorado.

Portanto, os títulos que foram mencionados têm sua equivalência nos títulos conferidos por universidades mundo afora.

Voltando, então, ao título Ph.D.

Esse título é conferido por várias universidades estrangeiras, e é famoso principalmente por causa dos EUA. A origem do título vem do latim Philosophiae Doctor (dado, normalmente, aos doutores de ciências humanas. Obviamente a filosofia tinha papel fundamental nos estudos de quem conseguia tal título). A obtenção desse título, nos primórdios, não era como hoje a conhecemos, e se referia basicamente a pessoas que haviam alcançado um alto nível de estudo, ainda que não tivesse produzido pesquisa original. Além disso, esse não era o único título de doutor. De início havia três áreas de estudo principais (mas não somente estas): Direito, Medicina e Teologia. A partir deles existiam — e ainda existem, mas são menos conhecidos de nós, brasileiros — os títulos de Doutor da Lei (LD), Doutor em Medicina (MD) e Doutor em Teologia (Th.D.). Com o surgimento/crescimento de outras áreas de estudo, outros títulos de doutorado foram sendo conferidos, cada um relacionado a uma área em específico (por exemplo Mus.D., ou Doutor em Música).

(Elly • Pixabay) A origem do título P.h.D. vem do latim Philosophiae Doctor – dado, normalmente, aos doutores de ciências humanas. Obviamente a filosofia tinha papel fundamental nos estudos de quem conseguia tal título. A obtenção desse título, nos primórdios, não era como hoje a conhecemos, e se referia basicamente a pessoas que haviam alcançado um alto nível de estudo, ainda que não tivesse produzido pesquisa original.

Com o passar do tempo, nos países anglófonos, o título Ph.D. passou a ser conferido a todos os estudantes que concluíam o curso de doutorado, independente da área de estudo. Isso faz com que Ph.D. seja equivalente ao título de Doutor no Brasil. Sim, ainda existem, em vários países, inclusive nos anglófonos, vários títulos de doutorado que não sejam Ph.D., entretanto esse acaba por ser o título genérico.

De início havia três áreas de estudo principais (mas não somente estas): Direito, Medicina e Teologia. A partir deles existiam — e ainda existem, mas são menos conhecidos de nós, brasileiros — os títulos de Doutor da Lei (LD), Doutor em Medicina (MD) e Doutor em Teologia (Th.D.).

Isso quer dizer que um doutor no Brasil pode se chamar de Ph.D.? Nominalmente sim, oficialmente não. Nominalmente por causa da equivalência do título. Oficialmente apenas se o mesmo tiver conseguido o título fora do Brasil. Da mesma forma temos o M.Sc. (do Inglês Master of Science), que é equivalente ao Mestrado. Então um Mestre brasileiro deve usar M.Sc. apenas se tiver cursado o mestrado fora do Brasil, e em um país cujo título de mestrado seja M.Sc. Por exemplo, um doutor em filosofia na Finlândia recebe o título de F.T. (Filosofian Tohtori).

Mas antes de finalizar o texto, alguns de vocês devem estar se perguntando sobre o título de pós-doutorado — principalmente porque muitos acreditam que Ph.D. seja o título dado aos pós-doutores. Pois bem, o pós-doutorado, normalmente indicado como post-doc, não é um título oficial em país algum. Ele apenas indica um estudo aprofundado feito após o curso de doutorado, e supre bastante o ego de alguns pesquisadores.

Anúncios

About Evandro J.R. Silva

É Doutorando em Ciência da Computação. Convertido desde os 6 anos de idade, a partir dos 15 anos começou a ler e estudar a Bíblia autodidaticamente. É membro de uma Igreja Batista. Gosta bastante de jogos eletrônicos e de ler, principalmente sobre apologética e literatura fantástica. Tem como gosto musical preferido o metal sinfônico.

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s