Problema na garganta pode virar algo bem mais perigoso

Via   • 


Algumas infecções, quando não tratadas adequadamente, levam a sérios problemas cardíacos.

KIGALI, RUANDA – Os vizinhos comentam que ela está grávida, uma desgraça para uma jovem solteira. Os boatos a deixam mortificada. Ela detesta a barriga inchada.

Mast Florence Ndimubakunzi não está grávida. Seu coração está fraco. Bombeia tão mal que o sangue acaba voltando pelos vasos, inchando o fígado e o baço e enchendo seu abdômen de fluido. Ela tem apenas 18 anos.

Para milhões como ela nas regiões mais pobres da África, Ásia e outros continentes, essa devastadora doença cardíaca começou de maneira discreta. Durante a infância, eles contraíram faringite estreptocócica – uma infecção causada por bactérias do tipo estreptococo.

Nos países ricos, crianças com dor de garganta são testadas para infecções bacterianas e rapidamente tratadas com penicilina ou algum outro antibiótico barato.

Mas nos países pobres, a faringite estreptocócica costuma passar sem tratamento e pode se converter numa lenta e demorada sentença de morte. Sem tratamento, ela pode resultar em febre reumática e o reumatismo cardíaco infeccioso, situações em que o sistema imunológico ataca as válvulas cardíacas – tecidos de funcionamento complexo que precisam abrir e fechar devidamente 100 mil vezes por dia para garantir o funcionamento do coração.

Com a deterioração das válvulas, o coração tem dificuldade e acaba se exaurindo. Os pacientes sentem fraqueza, falta de fôlego e deixam de comparecer à escola ou ao trabalho. Muitos morrem antes de completar 30 anos. As mulheres que têm a doença e engravidam podem sofrer complicações graves, às vezes fatais.

 

Continue lendo. Clique aqui.
Anúncios

There is one comment

Seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s